Controle da mídia 

Não se pode impedir os brasileiros de falar, relatar, expor e comentar os malfeitos do governo

leia o post


O papel da oposição

PSDB, como oposição, deve tornar público as mentiras que surgirem no governo PT

leia o post


O Brasil dividido

Que cessem os ataques aos nordestinos. Fomos nós, os mineiros, que derrotamos Aécio.

leia o post


História e atraso 

O ano de 1800 e o século seguinte explicam diferenças entre os EUA e o Brasil

leia o post


A sobrevida de Portugal

Sacha Calmon Por sorte, pouco depois da restauração, os colonos portugueses no Brasil se revoltaram contra os governantes coloniais holandeses, os expulsaram e assumiram eles próprios o poder. Em breve, começaram a enviar tabaco para Lisboa, desde o recôncavo da Bahia, em quantidades que chegaram a atingir a média anual de 28 barcos. Em 1680, […]

leia o post


O Portugal dos espanhóis e a dinastia indecisa dos Bragança

Sacha Calmon Após a loucura mística de D. Sebastião, como vimos, e o inconsequente “sebastianismo” que se lhe seguiu, Portugal foi reabsorvido por Castela. Com isso, deu-se outra tragédia: “Antes do final do século XV, Portugal era o único país da Europa onde os judeus não eram perseguidos. Tinham sido expulsos de Inglaterra, no século […]

leia o post


O declínio do império português

Sacha Calmon Martin Page relata muito bem o desabamento do império português: “D. João III herdou uma enorme Corte, engrossada por aqueles que tinham recebido do pai dele novos títulos de nobreza, por centenas de colaboradores recrutados com direito a pensão e salário fixos, e até camponeses, que, abordando-o de surpresa, quando ele se deslocava […]

leia o post


O esplendor do império português

Sacha Calmon À D. João II deve-se a empresa Transoceânica, mas ele não chegou a vê-la em seu esplendor. D. Manuel, o Venturoso, viveu o apogeu do império português – marítimo e mercantil – que durou cerca de 50 anos. Nesse período, não apenas de riqueza e comércio, mas de poderio naval, comercial e militar, […]

leia o post


A Conquista da Ásia – O apogeu do Império Português

Sacha Calmon Depois das ágeis e velozes caravelas havia agora o “barco redondo”, com capacidade de seiscentas toneladas. A ponte fôra colocada para detrás da proa. À ré, no convés superior, foram instalados os canhões de carregar pela culatra, de tiro rápido e trajetória na horizontal (devastadores), de tal modo que ninguém se atrevia a […]

leia o post


Pêro de Covilhã descobre o caminho das Índias

Sacha Calmon Reinava em Portugal o seu maior Rei, D. João II. Pêro, da cidade de Covilhã, ao pé da Serra da Estrela, dele recebeu a missão de descobrir o caminho marítimo das Índias, mas por terra! Falava veneziano e árabe à perfeição e tinha facilidade para línguas. A 17 de maio de 1487, cinco […]

leia o post