O maior e mais trágico amor e as intrigas da Côrte

Sacha Calmon É consabido que, no tempo dos reis e de suas dinastias, os casamentos eram atos de alta diplomacia, política de Estado. O amor romântico ainda estava por nascer na Provence (Provença), junto com o perfume. Por toda antiguidade, na Grécia, na Pérsia, na China, nas Arábias ou entre os hebreus, a mulher era […]

leia o post


A tomada de Lisboa e o início de Portugal

Sacha Calmon A Borgonha era importante na Europa na virada do 1º milênio. Ali vivia São Bernardo, o “fazedor de papas”. Ali nasceu a Ordem dos Templários que tanto influenciaria a formação de Portugal. Desde o século 12, São Bernardo “revirava os olhos” para a península ibérica. Seu tio, o Duque Henriques, ajudara Dom Afonso, […]

leia o post


O segundo turno

Votemos por novos tempos, maiores liberdades e progresso econômico, em prol de todos os brasileiros!

leia o post


A linguística do império

Os jovens acham o inglês intuitivo e fácil e o francês dificílimo. Se decepcionam com outras línguas.

leia o post


Brasil e Peru

Brasil deve se espelhar na politica peruana se quiser melhoras em seu sistema

leia o post


Chegou a hora

O protagonismo do PSDB em eleições estaduais é necessário no âmbito nacional.

leia o post


Cidadão apoia artigo sobre delação premiada

Justiça Cidadão apoia artigo sobre delação premiada Ediwal José de Morais Belo Horizonte “Excelente o artigo ‘A delação premiada’ (Opinião, 14/9), do advogado Sacha Calmon. Sempre íntegro e coerente, seus escritos são de uma sensibilidade a toda prova. O artigo em questão é de uma profundidade e alcance muito grandes e deveria ser lido e acompanhado […]

leia o post


Um Brasil dividido

Espera-se que, nessas eleições, nenhum partido grande forme bancadas com mais de 62 membros.

leia o post


A delação premiada

Delação sob prêmio foi a única saída dos advogados de Paulo Roberto Costa, da Petrobras, para reduzir pena.

leia o post


O poder da Eurásia

É com os Brics, notadamente China e Rússia, sem hostilizar os EUA e Europa, que podemos fazer geopolítica neste século. Observadores da geopolítica estão analisando a política internacional por espaços estanques. É um erro fatal, desinforma o leitor leigo. Tenho apresentado neste espaço, com frequência, a geopolítica da Eurásia e a tentativa de cercá-la por […]

leia o post