Geopolítica e geoeconomia

“Maniqueísmo não combina com democracia, serve hipocritamente aos negócios, principalmente os armamentistas e os petrolíferos” A voraz investida do bloco EUA-UEE sobre a Ucrânia e a península estratégica da Crimeia ocasionaram três reações geoeconômicas de alto impacto e importância geopolítica. Primeiro, a anexação pela Rússia da Crimeia, após fulminante plebiscito em que 92% dos habitantes […]

leia o post


Urge diminuir o Estado

Economias estatizadas sofrem de intromissão política, de ineficácia gerencial e de corrupção generalizada A Petrobras é uma sociedade anônima cotada nas bolsas de São Paulo e Nova Iorque, tendo por maior acionista a União Federal. Os desmandos políticos colocam em risco a sua saúde financeira e gerencial. Impõe-se pensar os limites do Estado na economia. […]

leia o post


Presidencialismo e corrupção

O presidencialismo existe estável só nos EUA, graças ao bipartidarismo, ao Congresso forte, às eleições de congressistas no meio do mandato presidencial e ao federalismo, que torna independentes os Estados. No resto das Américas fracassou. Presidentes e ditadores se alternam. Estudos sobre o modelo presidencial (Canadá, Europa e Ásia são parlamentaristas), bem como sobre países […]

leia o post


Dois pesos, duas medidas

A guerra psicológica em tempos de guerra ou paz tem sido uma constante na história da humanidade, ainda tão involuída. As declarações, comunicados, notícias e editoriais procuram ganhar os corações e as mentes tanto dos interessados quanto dos circunstantes, como é o nosso caso nesse conflito entre ucranianos favoráveis e contrários a uma maior aproximação […]

leia o post


Ucrânia e Venezuela

Os presidentes ex-comunistas do Brasil, Bolívia, Argentina, Equador e Uruguai são cúmplices da Venezuela. Alardeiam “direitos humanos” quando estão na oposição. No governo “descem o pau” no povo que protesta e, quando podem, nomeiam juízes a dedo e generais comprometidos, formam milícias paramilitares, calam a imprensa, caluniam a oposição e instauram o terror. Com bandeiras […]

leia o post